novembro 15, 2019
8:00 pm

Evento Quatro

Era comum que o público fizesse uma fila enorme, que dobrava o quarteirão, para conseguir pegar pelo menos uma sessão de filme. Havia, até mesmo, quem assistisse aos filmes sentados no chão, nos dias em que o cinema lotava.

Em filmes dançantes clássicos, como “Nos tempos de Brilhantina” ou “Dirty Dancing”, também era comum ver pessoas dançando entre as fileiras ao som da trilha sonora dos filmes. Os lanterninhas viviam tentando conter estes que acabavam se empolgando e atrapalhando a visão de outros espectadores. Eram filmes que faziam tanto sucesso que chegavam a ficar três meses em cartaz.

O Cine Vila Rica passou por fases difíceis, como quando os filmes estrangeiros foram barrados pela censura, no governo militar. Também eram proibidos filmes que faziam críticas sociais. A única opção para o Vila Rica e outros cinemas durante esse período, era a exibição de filmes do gênero pornochanchada.

Mas também teve suas fases de reconhecimento, como no período entre 74 e 76, em que as sessões da madrugada eram reservadas para a exibição de filmes alternativos, o que era responsável por concentrar uma grande parcela de jornalistas, literatos, entre outros intelectuais da cidade.

Quero me inscrever

Inscrever-me para o Evento

Receba nossos conteúdos